Menina encontrada morta teria pedido para ser levada a um jogo do Atlético

A menina Bárbara Vitória, encontrada morta nessa terça-feira (2/8) em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, teria pedido a uma amiga da família para que a levasse em um jogo do Atlético. A garota, inclusive, estava com a camisa do Galo quando desapareceu no domingo (31/7) ao sair de casa para ir a uma padaria na Região de Venda Nova. A criança, de 10 anos, passou o último fim de semana na casa de Josiane de Souza, madrinha de um dos irmãos de Bárbara. De acordo com ela, os momentos antes do desaparecimento foram de alegria e felicidade. “Ela brincou, falou que amava muito a gente e pediu que, quando tivesse um jogo do Atlético, a levasse”, disse, contando, ainda que o clube enviou uma coroa de flores ao velório de Bárbara, realizado na manhã desta quarta-feira (3/8) no Bairro Lagoinha, Região Noroeste da capital mineira. “Eles mandaram uma coroa muito bonita e parece que vão fazer uma homenagem no jogo de hoje a noite. A Bárbara era um doce, um anjo na terra”, concluiu. Leia também: Atlético cobra medidas pela morte da menina Bárbara Vitória, de 10 anosQuem era Bárbara?Bárbara estudava na Escola Municipal Armando Ziller, bem próximo á casa dela. Era a irmã do meio de quatro no total e, segundo vizinhos, era quem ajudava a mãe a tomar conta dos mais novos. Nessa terça, foi encontrada com sinais de violência e enforcamento. A garota estava com uma camisa do Atlético, a mesma que usava quando desapareceu, mas sem as roupas de baixo. Ainda não há informações sobre prisões de possível suspeito. A perícia esteve no local do crime e o corpo foi retirado pelo rabecão por volta de 11h50 de ontem, momento em que os moradores gritavam por “justiça”.

Menina encontrada morta teria pedido para ser levada a um jogo do Atlético
A menina Bárbara Vitória, encontrada morta nessa terça-feira (2/8) em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, teria pedido a uma amiga da família para que a levasse em um jogo do Atlético. A garota, inclusive, estava com a camisa do Galo quando desapareceu no domingo (31/7) ao sair de casa para ir a uma padaria na Região de Venda Nova. 

A criança, de 10 anos, passou o último fim de semana na casa de Josiane de Souza, madrinha de um dos irmãos de Bárbara. De acordo com ela, os momentos antes do desaparecimento foram de alegria e felicidade. 

“Ela brincou, falou que amava muito a gente e pediu que, quando tivesse um jogo do Atlético, a levasse”, disse, contando, ainda que o clube enviou uma coroa de flores ao velório de Bárbara, realizado na manhã desta quarta-feira (3/8) no Bairro Lagoinha, Região Noroeste da capital mineira. 

“Eles mandaram uma coroa muito bonita e parece que vão fazer uma homenagem no jogo de hoje a noite. A Bárbara era um doce, um anjo na terra”, concluiu. 

Leia também: Atlético cobra medidas pela morte da menina Bárbara Vitória, de 10 anos

Quem era Bárbara?


Bárbara estudava na Escola Municipal Armando Ziller, bem próximo á casa dela. Era a irmã do meio de quatro no total e, segundo vizinhos, era quem ajudava a mãe a tomar conta dos mais novos. 

Nessa terça, foi encontrada com sinais de violência e enforcamento. A garota estava com uma camisa do Atlético, a mesma que usava quando desapareceu, mas sem as roupas de baixo. 

Ainda não há informações sobre prisões de possível suspeito. A perícia esteve no local do crime e o corpo foi retirado pelo rabecão por volta de 11h50 de ontem, momento em que os moradores gritavam por “justiça”.